logomarca

Apocalipse

imprimir tamanho da letra: A- normal A+

Cap 1 –(v.1-3): A mensagem do Apocalipse é uma profecia da parte de Deus. Lembramos que a profecia é para edificar, consolar e exortar (1 Co 14:3). A palavra apocalipse significa: descobrir, revelar ou desvelar. O quê? Os acontecimentos que são para o fim de todas as coisas. Quem recebeu a mensagem foi João, o servo e apóstolo do Senhor Jesus. Quem trouxe foi um anjo quando o mesmo estava na ilha de Patmos; que foi uma prisão, no período do ano 85 D.C. pela perseguição do imperador Domiciano. João permaneceu como testemunha da palavra de Deus, do testemunho de Cristo e das visões reveladas. Feliz é o que lê, ouve e guarda a profecia deste livro, o tempo está próximo. É importante lembrar que o tempo é marcado pelos fatos que sucederão. Lembramos que um dia para o Senhor como mil anos, e mil anos como um dia (2 Pe 3:8). (v.4-8): João saúda as sete igrejas na Ásia, com a paz e a graça do Senhor (hwhy), dizendo: o que é, o que era, o que há de vir. A revelação do nome de Deus, que disse: Eu sou o que sou (Ex 3:14). Confesse a Jesus como o SENHOR para glória de Deus (Fp 2:11). Os sete espíritos que são do descendente de Davi (Is 11:2). Jesus é a fiel testemunha, o primogênito dentre os mortos, príncipe das nações, nos amou e o seu sangue nos lavou dos pecados, nos fez reis e sacerdotes para Deus. É a doutrina dos apóstolos que era pregada e ensinada (At 2:42, 1 Co 15:3-4, 1 Pe 2:9).  A promessa de Jesus voltar; todos os olhos vão vê-lo e lamentarão, como Israel e as nações (Mt 24:30, Dt 7:13; Zc 12:9-10). Jesus é o alfa e o omega, princípio e fim, isto significa a razão de todas as coisas do universo e o poder de sustentá-las. (Hb 1:1-3). (v.9- 11): João foi arrebatado em espírito no dia do Senhor. Existem duas possibilidades, ou dia da ressurreição que é domingo (Mt 28:1); ou dia do julgamento de Deus(Jl 2:31). Como uma voz de trombeta, como foi no monte Sinai (Ex 19:19). Jesus ordenou que escrevesse para sete igrejas da Ásia, que hoje é a Turquia. (v.12-18): João virou para olhar que falava, viu sete castiçais de ouro e no meio semelhante ao filho do homem; porém, com cabelos brancos, veste branca até os pés, cinto de ouro, pés de metal que brilha, os olhos de fogo, rosto brilhando, espada de dois gumes na boca, na destra sete estrelas e uma voz como muitas águas. Jesus foi visto por João em sua divindade e glorificado; não como um simples carpinteiro (2 Co 5:16, Jo 17:5). João caiu como morto por essa visão; Deus disse a Moisés: nenhum homem pode me ver e ficar vivo (Ex 33:20). Contudo, tocou com destra e disse: não tenha medo, a minha morte e ressurreição é para dá vida eterna, tenho as chaves da morte e do inferno (Is 22:22, Mt 16:19). (v.19-20): A ordem foi escreve o que você está vendo, o que está acontecendo e o que vai acontecer. As sete estrelas são sete anjos da igreja, os setes castiçais são sete igrejas. Será uma mensagem atual, passada e futura para a igreja de Cristo (Hb 13:8, Mt 24:35).

Cap 2 –(v.1-7): A mensagem chega até o anjo da igreja de Éfeso. O Senhor Jesus tem as igrejas em sua mão e anda no meio delas. Ou seja, o candelabro é uma luz que ilumina diante do templo (Êx 40:1-4). O Senhor é luz do mundo e chama a igreja a ser também. (Jo 8:12, Mt 5:14). O conhecimento das obras, trabalho árduo e persistência que são louváveis. Não suportam homens maus, mas prova-os; porque dizem serem apóstolos e não são, são falsos enganadores. (Mt 7:15-23). Ainda são perseguidos, sofrem por meu nome e não desfalecem. (Mt 5:11-12). Porém, existe uma desaprovação, deixaram o primeiro amor. (1 Co 13:1-3). Advertência é lembrar-se de onde caiu; arrepender-se e voltar, a fazer as primeiras obras como no começo. A falta de arrependimento será removida o castiçal do lugar (At 3:19). Ao seu favor que abominavam os nicolaítas como o Senhor. A igreja é chamada a ouvir o que o Espírito diz (Hb 3:15). Ao vencedor darei de comer da árvore da vida que está do paraíso de Deus, Jesus (Jo 3:36).       (v.8-11): A mensagem chega até o anjo da igreja de Esmirna. O Senhor Jesus se revelou como primeiro e último, o foi morto e reviveu. Conhece tuas obras, tribulação e pobreza (sendo rico). Existe blasfêmia de pessoas que dizem ser judeus e não são; são da sinagoga de Satanás (Rm 2:29, Gl 6:12-15). Não tenham medo das coisas que vão padecer (Fp 1:29). O diabo vai lançar alguns de vós na prisão (Mt 10:17-18), para serem prová-los, passará uma tribulação de dez dias. Sê fiel até a morte e darei a coroa da vida (Tg 1:12). O Espírito diz a igreja: ao vencedor não receberá o dano da segunda morte, ou seja, condenação eterna com Satanás e seus anjos (Mt 25:41). (v.12-17): A mensagem chega até o anjo de Pérgamo. Tem a espada de dois gumes, que é palavra de Deus (Ef 6:17),  que é Jesus (Jo 1:14), sendo para vida ou morte. (Pv 18:21, Dt 30:14-15). Conheço tuas obras, onde habitas, está o trono de Satanás, não me negam a fé e firme com meu nome, Antipas fiel testemunha mataram-lhe aí. (Mt 10:32-33). Advertência foi que no meio deles havia que seguia a doutrina de Balaão, idolatria e fornicação (Êx 20:1-6, Gl 5:19-21). Havia também outros que seguiam a doutrina dos nicolaítas, que o Senhor odeia. Advertência é que se arrependa, pois, o Senhor virá em breve para batalhar contra eles com a espada que está em sua boca (2 Ts 2:8). O Espírito diz a igreja: ao vencedor darei o maná escondido para comer, darei uma pedra branca e um novo nome escrito para aquele que recebe. (v.18-29): A mensagem chega até o anjo da igreja de Tiatira. Revela-se como o filho de Deus, olhos de fogo e pés reluzentes, isto é em juízo. (2 Co 5:10).  Conheço tuas obras, amor, serviço, fé, paciência e últimas obras mais que as primeiras. Advertência quanto a Jezabel que ensina engano, idolatria e fornicação. Houve um tempo para se arrepender e não houve. Haverá doença, grande tribulação e morte para aqueles que não se arrependerem. O restante que viveu no evangelho de Cristo em sinceridade continue firme. Ao que vencer e fazer a vontade de Deus até o fim receberá autoridade sobre as nações. A mesma que Jesus recebeu do Pai, dará a estrela da manhã. Aquele que tem ouvidos ouça o que o Espírito diz as igrejas. 

Cap 3 –(vs 1-6): A mensagem chegou ao anjo da igreja de Sardes. O que tem sete espíritos e sete estrelas. É interessante que essa afirmação nos fala a respeito da vida e não da morte. Porquanto, o corpo que não tem o espírito está morto (Tg 2:26a). O Espírito é que vivifica (Jo 6:63a) O Senhor conhece as suas obras, porém, vivem de uma aparência falsa. Afirma que tens nome que vives, mas estás morto. Ou seja, a morte é pecado (Ef 2:1). A advertência do Senhor é para ser vigilante (Mc 14:38); o resto de pessoas que morrerão (Ec 3:2a, Rm 6:23); por motivo, que não encontrou suas obras perfeitas do Senhor. (Mt 5:48). É importante recordar o que traz esperança no coração (Lm 3:21), a mensagem que recebeu ouça, guarda e arrepende (1 Sm 7:3, Mt 3:2). Se não encontrar na vigilância será surpreendida (1Ts 5:2). Existem algumas pessoas que não se contaminaram, andam de vestes brancas e são dignas. Contaminar significa misturar com impuro, ou seja, idolatria (Mt 6:24). Veste branca santidade ao Senhor (1 Pe 1:15-16). A recompensa que o vencedor será vestido para bodas com branco (Mt 22:1-14), o seu nome será riscado no livro da vida (Lc 10:20) e será confessado diante de Deus e dos anjos (Mt 10:33-34). Quem tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas. (vs 7-13): A mensagem chegou ao anjo da igreja de Filadélfia. Jesus tem a chave da casa de Davi, ou seja, autoridade no céu e na terra no reino messiânico (Mt 28:18 Is 22:22). O Senhor conhece as tuas obras, têm pouca força (2 Co 12:9) , guardaram minha palavra (I Jo 5:3) e não negaram o meu nome (At 4:8-12). Os falsos judeus da sinagoga de satanás virão até você e se inclinaram aos seus pés para saber que lhe amo. Isto é reconhecer a Jesus como Senhor na vida desta igreja (Fp 2:9-11). A atitude de guardar a palavra de paciência (Mt 24:13 Tg 5:7-8), vai livrá-la da tentação que virá sobre o mundo. A perseverança é para que ninguém tome a sua coroa (2 Tm 4:7-8). Ao vencedor será uma coluna no templo de Deus e não será removida (1 Tm 3:15), terá escrito o nome de Deus, o nome da cidade, do nova Jerusalém e do novo nome de Cristo. Quem tem ouvidos ouça o Espírito diz as igrejas (vs 14-22):  A mensagem chegou ao anjo da igreja de Laodiceia. Jesus é o amem, testemunha fiel e principio da criação, ou seja, o primeiro (Cl 1:12-19). A igreja é espiritualmente morna, o Senhor quer vomitar (Ez 36:31). É uma igreja mundana que ostenta riquezas e acredita que não precisa de nada (Jr 9:23-24). O Senhor afirma que é desgraçada, miserável, pobre, cego e nu. Recomenda que compre ouro provado no fogo (Zc 13:9), vestes brancas (Ec 9:8) e unjas os olhos com colírio (Jo 9:1-7). O Senhor corrige porque ama e é zeloso, manda se arrepender (Hb 12:5-6). O Senhor está fora da igreja e quer entrar para ter intimidade. Ao vencedor se assentará comigo, como assentei com meu pai. Quem tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas. 

Cap 4 –(v1): João olhou para o céu e viu uma porta aberta, que é Jesus (Jo 10:9). A voz de trombeta que falou com ele antes era do pai (Mt 3:17). Dizia: suba aqui, lhe mostrarei o que deve acontecer depois dessas coisas. Ou seja, vai revelar o seu segredo para os seus servos e profetas (Am 3:7). (v2): Fui tomado em espírito, ou seja, ninguém não pode entender as coisas de Deus se não for espiritualmente (1Co 2:14). A visão foi um trono e alguém assentado, ou seja, o SENHOR (Is 66:1). (v3): O aspecto do ser era como pedra de jaspe e sardônica. Um arco Iris em volta do trono parecia como esmeralda. Isto é de aliança, quando o Senhor prometeu a Noé não destruir o mundo com águas novamente. (Gn 9:8-17). (v4): Ao redor havia vinte quatro anciões vestidos de brancos e com coroas. Pode aludir para as duas alianças, a nova e a antiga, apóstolos e filhos de Israel; formado doze filhos de Israel e doze discípulos de Cristo (1 Cr 2:1, Mc 3:14-19). A veste branca significa santidade (Lv 19:1-2) e coroa aprovação para o vencedor (1  Co 9:24-25). (v5): Do trono saíam relâmpagos, trovões e vozes, isto é uma manifestação de Deus (Hc 3:3-4, Êx 19:16-17).  As sete chamas que ardiam eram o sete espíritos de Deus. (v6): Diante do trono havia um mar de vidro como cristal, ou seja, o rio da cidade de Deus (Sl 46-4-5). No centro havia quatro seres viventes cheio de olhos de frente e por detrás. Os olhos são do Senhor que enxerga tudo no mundo (Pv 15:3). (v7): O aspecto do primeiro animal de um leão. Segundo o aspecto do animal é de um bezerro. Terceiro aspecto do animal com rosto de um homem. Quarto aspecto do animal é de uma águia voando. Isto foi à visão da glória de Deus em seu trono para o profeta Ezequiel (Ez 1:4-14). (v8): Os quatro seres tinham seis asas, o número seis é do homem. Cheio de olhos por detrás e pela frente. Lembra-nos dos serafins que proclamam a glória de Deus (Is 6:1-4). Não descansavam os seres em dizer de dia e de noite: O que era; o que é e o que há de vir. (vs 9-11): Quando a proclamação de louvor, glória e ações de graça dos seres para o SENHOR que vive para todo sempre. Os anciões se prostram e tiram as suas coroas; e adoram aquele que está assentado no trono que é o criador de todas as coisas; que é digno de receber toda honra, glória e poder. Isto significa que apesar de toda a criação tem o esplendor de glória, nenhuma se compara com a glória do Senhor (Is 40:18, Dt 4:39, Fp 2:9-11).  

Cap 5 –(v1): Na mão direita daquele que está assentado no trono tinha um livro de forma de rolo: isto apresenta para Jesus como a palavra de Deus assentado a direita do Pai. (Jo 1:1;14, Mc 16:19). Estava escrito por dentro e por fora selado com sete selos: o conteúdo do livro é a vontade de Deus que será realizada durante a história da humanidade do começo ao fim para apontar pra Cristo. (Sl 40:7-8). (v2): A pergunta de um grande anjo que proclamava: Quem é digno de abrir o livro o e desatar os selos. (v3): A resposta foi que não havia ninguém que podia abrir e nem ver para o livro no universo inteiro. (v4): João chorava muito, porquanto não havia ninguém digno de abrir, ler e olhar para ele: isto significa que não havia ninguém capaz, merecedor ou adequado. Se não o próprio Deus em sua essência. (Is 40:25-26, 1Tm 3:16). (v5): Um dos anciões me disse: não chores. Porque o leão da tribo de Judá, a raiz de Davi que venceu, para abrir o livro e desatar os selos. Ou seja, o Senhor Jesus é da descendência de Judá e foi prometida a liderança sobre a Israel (Gn 49:8-10). O Eterno prometeu a Davi que o seu reino seria confirmado para sempre através do seu descendente, que é Jesus. (2 Sm 7:12-17, Mt 1:1). (v6): No meio do trono, entre os quatro seres viventes e dos anciões um cordeiro que como se tivesse estado morto, com sete chifres e sete olhos. Jesus o cordeiro de Deus que tira o pecado (Jo 1:29), a festa da expiação o sumo sacerdote entrava uma vez por ano no santo dos santos para oferecer um sacrifício de pecado por ele e pelo povo. Foi o que aconteceu quando Cristo como cordeiro e sumo sacerdote entrou para um sacrifício perfeito uma única vez por todos e aperfeiçoou uma nova aliança. (Lv 23:26-32, Hb 9:11-15). (vs7-8): O cordeiro veio ao trono e tomou o livro daquele que estava assentado. Os vinte e quatro anciões, os seres viventes se prostraram diante do cordeiro, com harpas e taças de ouro com incenso que são orações dos santos. (vs 9-10): Um cântico novo: Digno és o cordeiro para abrir o livro e os selos, porque foi morto e o seu sangue comprou homens no mundo, para torná-los sacerdotes e reis para Deus.  Isto é a redenção de Cristo para todos os homens como testemunho para chegar o fim. (I Tm 2:3-6). (vs11-12): O coral de multidão de milhões de anjos adorava o cordeiro cantando que era digno de receber louvor. (vs13-14): A voz de louvor veio de todas as criaturas do céu, da terra, debaixo da terra, das águas e tudo que há no mundo. Ao que está assentado e o cordeiro, então, os quatros seres viventes diziam amém. Os vinte e quatro anciões adoravam aquele que viva para sempre. 

Cap 6 –(v1): O cordeiro abriu o primeiro selo. Olhei e ouvi um dos quatro animais que dizia em voz de trovão: Vem. (v2): Olhei um cavalo branco, o seu cavaleiro tinha um arco na mão, recebeu uma coroa, saiu vencedor para vencer. Isto é um reinado único mundial promovido pelo Satanás para trazer a paz ao mundo para o retorno de Cristo (1 Ts 5:1-3). (v3): O segundo selo foi aberto, ouvi o segundo animal dizendo: Vem. (v4): Olhei um cavalo vermelho, o seu cavaleiro tinha uma grande espada, para tirar a paz do mundo e os homens se matassem entre si. Isto foi predito com sinais do fim, guerras, homicídios e falta de amor (Mt 24:6, 12; Mc 13:7-8a; Jo16:2). (v5): O terceiro selo foi aberto, ouvi o terceiro animal dizendo: Vem. Olhei um cavalo preto, o seu cavaleiro tinha uma balança em sua mão. (v6): Houve uma voz no meio dos quatro animais que dizia: Uma medida de trigo por um dinheiro, três medidas de cevada por um dinheiro, não danifiques o azeite e vinho. Isto é a dominação econômica sobre o mundo como um deus deste século. (Lc 16:13, 2 Co 4:4). (v7): O quarto selo foi aberto, ouvi o quarto animal dizendo: Vem. (v8): Olhei um cavalo amarelo, o seu cavaleiro tinha o nome Morte, o inferno o seguia, foi dado poder para matar a quarta parte da terra, com espada, com fome, com peste, com as feras de campo. Isto é a consequência de mundo se corrompendo com mau e a violência, como os dias de Noé para o fim (Gn 6:1-13, Mt 24:7b, Mc 13:8b, Lc 21:11). (vs9-11): O quinto selo foi aberto, vi debaixo do altar as almas dos mortos que morreram por causa da palavra de Deus e pelo testemunho. (Rm 8:36, At 1:8) . Os sangues das almas clamam em alta voz para que o Senhor julgue e os vinguem. (Gn 4:8-11, Hb 11:4, Rm 12:19). Já receberam vestes brancas, descansassem por um tempo, até que completasse o número de seus conservos e irmãos que morrerão iguais. (Mt 24:14). (vs12-14): O sexto selo foi aberto, houve terremoto, sol ficou escurecido, a lua ficou em sangue, as estrelas caíram na terra, o céu não era como antes e as ilhas e os montes se moveram do lugar. (Mt 24:29-31, Mc 13:24-27). (vs15-17): Os poderosos, os reis, todos os homens esconderam nas cavernas e rochas nas montanhas, pedirão para cair sobre si para se esconderem da ira de Deus e do Cordeiro, o dia do Juízo quem poderá subsistir. (Lc 21:24-28, Ml 3:2, Sl 9:7-8).

Cap 7 –(v1): Após abertura de seis selos, vi quatro anjos nos quatro cantos da terra e que seguravam os ventos para não soprar sobre a terra, mar e árvores. Os anjos são os ministros para trazerem o juízo de Deus sobre a terra. [Gn 19:1-13; 2 Sm 24:15-16, 2 Rs 19:35, Hb 1:14] (vs2-3): Vi outro anjo que subia do sol do oriente com selos do Deus vivo; clamou em alta voz para que os quatro anjos não danificasse a terra, mar e árvore; até que selassem na testa os servos do nosso Deus.  O selo significa uma marca de proteção e posse. [Ez 9:1-6; 4, 2 Tm 2:19, Ef 1:13-14; 4:30] (v4): O número era de 144.000 selados de todos os filhos de Israel. Este número serão de servos judeus que pregarão no período da grande tribulação, conforme os versos 5 a 8.[Mc 13:14-27]. (vs5-8): De cada tribo 12.000 e serão das seguintes tribos: Judá, Rúbem, Gade, Aser, Naftali, Manassés, Simeão, Levi, Issacar, Zebulom, José e Benjamim. É interessante pensar que no idioma hebraico o valor duplicado tem um propósito designado.[Gn 22:11-12, Êx 3:3-5] .O exemplo é 12000 x 12 = 144.000. Refere-se ao testemunho [Dt 19:15, Lc 10:1]. (vs9-10): Após que os servos foram selados, vi uma grande multidão e não podia contar; de todas as nações, de todas as tribos e povos, de todas as línguas, diante o trono, e perante o cordeiro, vestindo roupas brancas e com palmas em suas mãos. Com grande voz, dizia: Salvação ao nosso Deus, que está assentado no trono e ao Cordeiro. Ou seja, a mensagem para salvação é as boas novas na grande tribulação. [Rm 1:16] (vs11-12): Os anjos que estavam ao redor do trono dos anciões e dos seres viventes adoram a Deus abaixando suas as faces em terra diante o trono e adoraram, dizendo: Amém, Louvor, glória, sabedoria, ação de graça, honra, poder, força ao nosso Deus para sempre todo sempre. (vs13-14): Duas perguntas que me foram feitas, por meio de um dos anciões em relação à multidão vestida de branco: Quem são; e de onde vieram? Respondi que não sabia e o Senhor sabe. A resposta foi: vieram da grande tribulação e lavaram suas vestes e ficaram brancas pelo sangue do cordeiro.  Nenhum homem pode ser salvo por suas obras de justiça e sim precisam crer no sangue de Jesus como oferta de remissão dos pecados [Ef 2:8-10, Hb 9:18-28]. (vs15-17): Com efeito, estão diante do trono e do cordeiro para servi-lo de dia e de noite no templo. O Senhor abrigará em sua tenda. [Is 4]. Não terão fome, sede, nem sol e calor queimará. O cordeiro será o pastor deles, vai levá-los para as águas vivas e Deus enxugará as lágrimas. [Zc 13].

Cap 8 –(v1): O cordeiro abriu o sétimo selo, ficou meia hora em silêncio no céu [Sl 83:1-2]. Isto é a metade de um período. (v2): Vi sete anjos diante da presença de Deus e foram dadas sete trombetas para cada um.[Lc 1:19, Mt 18:10]. A trombeta é uma sinalização para avisar um determinado acontecimento. [Nm 10:1-10, Sl 81:3-4, Jl 2:1]. (v3): Outro anjo com incensário de ouro chegou perto do altar de ouro. Recebeu incenso para oferecer com as orações dos santos diante do trono. (v4): Pela mão do anjo subiu a fumaça diante de Deus do incensário com orações dos santos. É interessante que a cena no céu é o modelo de serviço que Israel tinha no santuário terreno. O sacerdote oferecia incenso sobre o altar no lugar santo na divisão do templo. O incenso foi um serviço santo que Deus viria para recebê-lo para si mesmo [Êx 30:34-38, Lc 1:5-13]. (v5): O anjo com incensário tomou fogo do altar e lançou sobre a terra; houve trovões, vozes, relâmpagos e um terremoto. É como a manifestação de Deus para falar com a humanidade, através dos fenômenos da natureza. [Ex 19:16-18; Rm 1:19-20; Mt 3:17, Jo 12:28-30]. (v6): Os sete anjos se prepararam para tocar as trombetas. As trombetas são juízos sobre a terra, tendo em vista a restauração futura de um novo céu e uma nova terra (Rm 8:18:22; Is 65:16-17]. (v7): A primeira trombeta foi tocada: granizo e fogo com mistura de sangue foram lançados sobre a terra. A terça parte foram queimadas da terra, das árvores e das plantas verdes. (vs8-9): A segunda trombeta foi tocada: como monte em chamas foi lançada ao mar. A terceira parte da água se transformou em sangue; a terça parte dos peixes e a terça parte dos navios foram destruídos. (v10-11): A terceira trombeta foi tocada: caiu uma grande estrela de fogo sobre a terça parte dos rios e das fontes de águas, a estrela chama absinto. A terça parte das águas se tornaram amargas e muitos morreram por essas águas. (v12): A quarta trombeta foi tocada: foi ferida a terça parte do sol, da lua, das estrelas, de forma que um terço ficou escurecido. Um terço do dia sem luz e um terço da noite mais escuro. (v13): Olhando para o céu, ouviu uma águia voando e dizia: ai, ai, ai dos que vivem na terra, por causa das três trombetas que serão tocadas pelos anjos. 

Cap 9 –(vs1-11): Duas trombetas vão tocar, são dois ais que foram anunciadas pela águia que voava. O quinto anjo tocou a trombeta. Uma estrela caiu do céu sobre a terra e recebeu uma chave para abrir o poço do abismo. Jesus disse que viu Satanás caindo do céu como raio. (Lc 10:18). Deus quando criou os anjos (Filhos de Deus) cantavam juntamente com as estrelas. (Jó 38:7, Sl 148:2-3). Satanás se transfigura em anjo de luz (2 Co 11:14). A chave é símbolo de autoridade que é dada. (Mt 16:19). O abismo era o local dos espíritos malignos. (Lc 8:30-31). A abertura do poço subiu uma fumaça como fornalha que escureceu o sol e o ar. Nessa fumaça subiram gafanhotos como a oitava praga que aconteceu no Egito. (Êx 10:12). O seu poder é como escorpião. A ordem foi não danificar as ervas da terra, as verduras, nem árvore nenhuma e os que têm o selo de Deus. Isto significa a proteção de Deus (Sl 91:1-3, I Jo 5:18). A praga será um tormento de cinco meses, buscarão a morte e a morte fugirá. Como se fosse um escorpião que fere o homem. Os gafanhotos eram semelhantes como cavalos aparelhados para guerra. Na cabeça tinham coroas como ouro. Os seus rostos como rosto de homem. Os cabelos como de mulheres. Os dentes como de leões. Suas couraças como ferro. O barulho de suas asas como de muitos carros quando os cavalos correm para batalha. A sua cauda como de escorpião, tinha aguilhões da sua cauda para atormentar durante cinco meses. Tinha um rei, o anjo do abismo, chamado em hebraico Abadom e no grego Apoliom. O significado dos nomes é o mesmo, que é Destruição. (vs13-21): A sexta trombeta tocou, quatro anjos que estavam presos no rio Eufrates (Turquia, Síria, Iraque até golfo pérsico) foram soltos para matar a terceira parte dos homens. São soltos, pois estavam preparados para a hora, o dia, o mês e ano. (Mt 24:36). Como podemos entender através da profecia de Isaias 61:2, como lemos: “A apregoar o ano aceitável do Senhor e o dia da vingança do nosso Deus; a consolar todos os tristes”. O número do exército de cavalheiros de 200 milhões. Os seus cavalheiros vestiam de couraças de fogo, jacinto de enxofre, as cabeças dos cavalos como cabeças de leões, da boca saía fogo, jacinto e enxofre. A terça parte dos homens morrem pelo fogo, jacinto e enxofre. O poder está na boca e na cauda, a cauda como serpente. No entanto, homens não se arrependeram da adoração a demônios e os seus ídolos. Não se arrependeram dos seus homicídios, feitiçarias, fornicação e furtos (At 3:19). 

Cap 10 –(v1): A figura do grande anjo que desceu do céu tem significados de símbolos: que podemos pensar: vestido de nuvem: representa a presença manifestada de Deus na tenda de Moisés. (Êx 40:38). Outra vez, Salomão edificou o templo e a glória de Deus encheu o lugar e os sacerdotes não podia entrar na Casa do Senhor. (II Cr 7:1-2). Em outro momento, Isaías viu o trono de Deus, os anjos, a adoração dos serafins (anjos de fogo), o local encheu de fumaça (Is 6:1-3). Por último, leva-nos até o momento que o Senhor Jesus estava transfigurado; do seu lado Moisés e Elias, com os três discípulos e uma nuvem veio, e uma voz falou: Este é meu filho amado e a ele ouvi. (Mc 9:1-7). Outro símbolo o arco íris sobre a cabeça. Primeiro, a cabeça é símbolo de autoridade (Cl 1:18, Ef 5:23 - Cristo), o arco íris é o símbolo aliança de vida, como foi com Noé (Gn 9:8-17). O brilho nos fala de Cristo como a luz do mundo (Jo 8:12, Sl 27:1). As pernas como colunas de fogo, as pernas são duas, fala-nos de testemunho (Dt 17:6), logo, Deus é um fogo consumidor (Hb 12:29).  (v2-3): Tem um livrinho na mão aberto, colocou os seus pés sobre a terra e águas. Livro é um registro com uma mensagem como um memorial ao nome do Senhor (Ml 3:16). Gritou alto como leão [Jesus é o leão da tribo de Judá – Ap 5:5] e sete vozes como de trovão soaram (Sete é número da perfeição, então, representa para o que é perfeito, será revelado em Cristo. I Co 13:10 cf Mt 6:48). (v4): João estava pronto para escrever, pois as vozes soaram, e foi ordenado por uma voz que veio do céu para selar aquelas palavras [A mesma ordem que foi dada a Daniel, para um tempo futuro. Dn 12:9]. (v5-6): Este anjo levantou a mão para o céu e jurou por aquele que é eterno, criador de tudo e tudo existe por Ele, que não haveria mais demora. [Nm 23:19, 1Sm 15:29]. (v7): É interessante que a voz da sétima trombeta tocará em Dias, para que o mistério, Cristo (Cl 2:1-3), que foi evangelizado pelos servos, os profetas (Am 3:7). (v8-10): A voz do céu ordenou que comesse do livro que estava com anjo. Pedi o anjo, que me disse que seria amarga no estômago e doce como mel na boca. [ Conforme a mensagem dos antigos profetas. Ez 2:18-20](v.11): E me disse: Necessário profetizar novamente para muitos povos, nações, línguas e reis. 

Cap 11 –O templo em Jerusalém foi destruído no ano 70 d.C pelo comandante Tito (Mt 24:1-2). (v1): João vê um templo e um altar; e o anjo deu uma cana como vara para medi-lo. [Ez 40:1-4; Zc 2:1-2]. (v2): Foi dada uma ordem para não medir o átrio de fora, porque as outras nações pisarão a cidade santa (Jerusalém) durante 42 meses. [Rm 11:25-26].  É interessante que o verbo pisar está no futuro e não no passado. Logo, haverá a reconstrução de um terceiro templo em Jerusalém, a fim de que o filho da iniquidade se oponha a tudo que é objeto de adoração e a Deus. [2 Ts 2:1-4]. O período de 42 meses é três anos e meio, aponta para a última semana de Daniel (7:25; 9:27). (vs3-6): Haverá duas testemunhas que profetizarão durante 1260 dias (três anos e meio). São as duas oliveiras e dos castiçais que estão diante de Deus [Zc 4]. Se o inimigo quiser fazer mal contra as testemunhas, fogo sairá da sua boca para devorá-los e matá-los. Tem durante o período da profecia poder para fechar o céu para não chover, para transformar águas em sangue e enviar pragas sobre a terra quantas vezes quiserem. Esses sinais de profecia lembram-nos de Elias e Moisés (Tg 5:17-18, Dt 34:10-12). Logo, existem possibilidades que sejam e Elias e Moisés, ou Elias ou Enoque com as testemunhas. Elias foi arrebatado para o céu como também Enoque, [2 Rs 2:1-11,Gn 5:21-23]. No caso de Moisés, a Satanás vai disputar o corpo de Moisés contra o anjo do Senhor, surge esta possibilidade. [Jd 1:9] Se por acaso não sejam, serão no mesmo Espírito para operar como os profetas do passado. (vs7-14): Surge uma besta que sobe do abismo (Satanás) fará guerra, vencerá e os matará. Os seus corpos estarão em Jerusalém durante três dias e meio. Esta cidade é espiritualmente como Sodoma e Egito. Os habitantes do mundo estarão alegres, distribuindo presentes, pelos profetas que agora estão mortos. Após três dias e meio o espírito de vida veio sobre eles e os ressuscitarão. Uma voz do céu chamou para subir para lá, foram na nuvem. Houve grande temor no povo, um terremoto matou sete mil pessoas. O segundo ai passou, faltará o terceiro ai. (vs15-19): O sétimo anjo tocou sua trombeta, vozes soaram do céu, dizendo: os reinos do mundo são do Senhor e do Cordeiro, reinará para todo sempre. Os vinte quatro anciões se prostrarão com rosto em terra e adorarão a Deus, com ação de graças a todo poderoso, que és, que era e que virá. Será o tempo da ira do Senhor, sobre as nações, o julgamento do Senhor, a recompensa dos profetas, servos, santos e os tementes ao nome do Senhor, a destruição sobre os que destroem o mundo. A visão no céu do templo de Deus, a arca da sua aliança, houve relâmpagos, vozes, trovões, terremotos e saraiva. 

Cap 12 –(vs1-2): Vamos analisar os símbolos: Mulher que se encontra grávida para dar á luz: figura da nação de Israel que vai conceber o Cristo para o mundo (Rm 9:3-5). Vestida de sol e a lua debaixo dos pés: figuras que reportam para o relato da criação; foram criados no dia quarto, pois, este número representa a salvação (Gn 1:14-19). Logo, são dois sinais, sol e lua, fala-nos do testemunho (Jo 8:17). Em Gênesis 1:14 explica a sua finalidade, para sinais, tempo determinados, dias e anos. Lembra-nos que o Senhor Jesus nasceu na plenitude do tempo, para remir os homens e trazer a doação de filhos (Gl 4:4-7). Com uma coroa de doze estrelas: José sonhou que os seus irmãos eram estrelas, pai e mãe, o sol é a lua (Gn 37:9). Pelo fato, que da geração de Israel sairá o Cristo (Gn 49:10).  (vs 3-6): A figura de um dragão vermelho com sete cabeças e dez chifres e sete diademas: sistema de satanás sobre o mundo (Jo 12:31, Rm 12:2, I Jo 5:19). O dragão arrastou terça parte das estrelas e foi lançado na terra. Ou seja, Satanás e os seus anjos sobre a terra para destruir a criança, que é Jesus (Lc 10:18, Jd 1:6, Mt 2:13-18). O filho é Jesus para reinar, cumpriu seu propósito e voltou para sentar nos céus (Sl 2:6-9; Mc 16:19). Israel foge para o deserto, para ser alimentado durante o período de 1260 dias (Três anos e meio). Agora, com Jesus juntamente inaugura a sua igreja, judeus convertidos e gentios convertidos. (Ef 2:13-18). É o período da tribulação de 7 anos, que se divide em duas partes: 3 anos e meio, que aponta para o fim (Dn 9:23-27). (vs 7-12): Conflito nos céus, Miguel, o arcanjo que guarda Israel (Dn 12:1, Jd 1:9) e os seus anjos contra Dragão e os seus anjos. O Dragão não tem mais lugar nos céus (Ef 2:2) e será lançado na terra com seus anjos. Dragão é antiga serpente, Satanás, o Diabo, enganador do mundo habitado por pessoas (oikoumené)(2 Co 2:10-11). Uma voz do céu, dizia: chegada é a salvação, reino de Deus, poder de Cristo, o acusador é derrubado, pois, acusava dia e noite contra os irmãos (Jó 1:6-12). Neste período vencerão pelo sangue de Cristo e pela palavra do testemunho até com a própria morte. Alegria nos céus, daqueles que nele habita. Ai dos que estão na terra, o diabo desceu com ira, o tempo é pouco. (vs13-18): O dragão foi atrás da mulher (Israel) durante a história para destruí-la. Com asas foi levada ao deserto para ser protegida; a terra ocultou das águas que o Dragão lançou na mulher. Dragão ficou irritado contra a mulher, saiu para guerrear contra o restante da descendência, os que guardam os mandamentos e o testemunho de Jesus. Ou seja, da igreja de Cristo. Durante a história podemos observar a perseguição  para destruí-la (Jo 10:10). O Dragão parou sobre areia do mar. 

Cap 13 –(vs1-10): A visão de João de uma besta que subiu do mar. O mar significa as nações do mundo. Tinha sete cabeças, dez chifres, dez diademas, e nas cabeças nome de blasfêmias. A palavra besta significa animal selvagem ou com natureza brutal. Os chifres são reis da terra. Entende se que esta besta é o poder político do mundo. (Mt 4:8-11) A visão da besta era como Leopardo, os seus pés como de urso, boca como leão, o dragão (Satanás) dá o seu poder, trono e grande autoridade. Lembra-nos do entendimento da profecia de Daniel 7. São quatro reinos e três já se levantaram, falta o último e terrível que será para o fim, será diferente dos outros, e vai lutar contra os santos, mudará tempos e lei, blasfemará contra o Senhor. É interessante que essa besta receberá heranças culturas dos outros reinos que existiram; que são pagãos e contrários a santidade do reino de Deus. Havia uma cabeça com ferida mortal e foi curada, a terra admirou a besta. A cabeça significa autoridade. (vs4-5): Fez uma comparação quem seria como a besta, e quem poderão batalhar contra ela; é exatamente o significado do nome Miguel que significa quem é como Deus. Será dentro do período de 42 meses (três anos e meio). (vs6-10): A besta vai lutar contra os santos e vencê-los, blasfêmias contra Deus, o tabernáculo e os que habitam no céu. As tribos, as línguas e nações serão para a besta, os que adorarão serão os que não estão escrito no livro da vida do cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo. Ouvir que será um tempo de cativeiro e de morte, a paciência e fé é para os santos. (vs11-18): A besta sobe da terra.  A terra fala-nos de um homem, pois, o homem foi feito da terra (Gn 2:7). Era um cordeiro com dois chifres que falava como dragão. Imitação do cordeiro de Deus, Jesus (Jo 1:29). Então, é anticristo, o filho da perdição ou falso profeta (2 Ts 2:3-4).  A função desta besta é ser igual à primeira, fazer que todos adorem a primeira que foi curada da ferida mortal. Fará sinais e até fogo do céu descer. Enganará os habitantes por causa dos sinais, vai fazer uma imagem da besta que foi ferida e curada. A imagem da besta recebeu um espírito para falar e quem não adorar a imagem será morto. Todos sem distinção, pequenos ou grandes, rico ou pobre, livre ou servo; terão um sinal na mão direita ou na testa para comprar, vender, será para aquele que tem sinal, o nome da besta e o número do seu nome. O número de um homem que é 666. 

Cap 14 –(v1): O cordeiro é Jesus (Jo 1:36) no monte Sião a cidade de Davi (Sl 125:1-2, 2Sm 5:7) com 144.000(Ap 7:4) em suas testas escritos o nome Dele e do Pai. (v2): A voz do céu como muitas águas e como trovão (Sl 29:3, 1Rs 19:11-12), e também voz de harpistas que tocavam suas harpas. (v3): Cantavam um cântico novo ( Sl 98:1), diante do trono, dos quatro animais e dos anciões. Apenas 144.00 podiam aprender, porque foram comprados da terra. (v4): São aqueles que não se contaminaram com mulheres, porque são virgens (Mt 19:12). Seguem o cordeiro para onde vai. Dentre os homens foram primícias compradas para Deus e o cordeiro (Ef 5:25-27). (v5): Não há engano na boca deles como é  Satanás (Ap 12:9), são irrepreensíveis diante do Senhor (Ef 1:3-4). (vs 6-7):O anjo voando com o evangelho eterno para proclamar sobre toda a terra, nação, povo, língua e tribo. Dizendo: Temei a Deus, dai-lhe glória, porque é vinda a hora do seu juízo. Adorai o criador do mundo. Isto é o anúncio final que vai acontecer sobre a terra. (v8): O segundo anjo anunciou: caiu a Babilônia, grande cidade, que deu as nações a beber vinho da ira da sua fornicação. Babilônia significa: confusão. Ou seja, sistema maligno de satanás. O vinho representa a luxúria do mundo, desejos pecaminosos da carne. O termo fornicação é porneia do grego. Significa prostituição, imoralidade e Idolatria. (vs9-11): O terceiro anjo saiu, dizendo em voz alta: o que adorar a besta e a sua imagem, receber o sinal na mão e na testa. Vão beber o vinho da ira de Deus que foi derramado no cálice da ira (Sl 6:1, 75:8), será atormentado com fogo e enxofre diante dos santos anjos e o cordeiro (Mt 25:41). A fumaça do tormento sobe para todo sempre, não tem descanso nem dia e nem de noite os adoram a besta e sua imagem, aquele que receber o sinal do seu nome. (v12): A paciência dos santos, os que guardam os mandamentos e a fé em Jesus. (v13): Escreve: bem aventurado o que morre no Senhor, descansa dos trabalhos e obras seguem (Sl 116:15, Fp 1:21). (vs14-16): A visão de uma nuvem, assentado um como filho do homem, coroa de ouro e foice afiada. O tempo chegou para ceifar, a terra está madura. O tempo de ceifar os escolhidos de Deus (Mt 24:30-31). (vs17-20): Outro anjo saiu com foice afiada, ordenou ceifar os cachos da vinha da terra. Depois, lançar no lagar da ira de Deus. Foi pisado no lagar fora da cidade, chegou o nível dos freios do cavalo, numa distância de 300 quilômetros (Is 63:1-4).

Cap 15 –(v1): O sinal grande admirável no céu: sete anjos com as sete últimas pragas para consumação da ira de Deus. Jesus afirmou que haveria a consumação do século (Sf 1:2), ou seja, a manifestação do fim com a ira de Deus (Sl 6:1, Is 13:19). Mas não deveríamos preocupar, porque estaria conosco (Mt 28:20). A missão será dos anjos que virão com as sete pragas (Sl 104:4, 78:49). (v2): A visão de um mar de vidro misturado com fogo, os que tinham vencidos a besta, e as sua imagem, o número do seu nome, (Ap 2:7;11;17;26-27; 3:5;12;21) estavam juntos do mar de vidro e tinham harpas de Deus. (Sl 150:3) (vs3-4): Cantavam um cântico de Moisés (Ex 15:1) e o cântico do cordeiro (Ap 14:1-4), dizendo: Grandes e maravilhosos são tuas obras, Senhor Deus Todo Poderoso (Sl 19:1; 96:3-4). Justos e Verdadeiros são teus caminhos, o Rei dos Santos (Sl 16:11; 73:1; 149:1). Quem não te temerá Senhor (Pv 1:7),  magnificará seu nome (Sf 3:9), pois é Santo (Sl 22:3), por isso as nações virão e se prostrarão, os seus juízes serão manifestos (Jl 3:1-2). (v5): A visão do templo do tabernáculo do testemunho se abriu no céu. É importante lembrar que o tabernáculo de Moisés foi dado pelo Senhor, foi uma cópia que já existia no céu (Ex 25:8-9; Hb 8:5, Cl 2:16-17). (v6): Então, saiu sete anjos com as sete pragas do templo, vestido de linho puro e resplandecente, cingidos com cintos de ouros pelos peitos. A vestimenta desses anjos de linho puro e resplandecente nos fala de justiça de Deus. Cintos de ouro nos fala a respeito do valor dessa justiça divina. (v7): Um dos seres viventes deu aos sete anjos sete taças de ouro, cheio da ira de Deus que vive para sempre. A taça significa o destino que será executado. (v8): O templo encheu da fumaça da glória de Deus e do seu poder, ninguém podia entrar no templo, até que consumassem as sete pragas dos sete anjos. 

Cap 16 –(v1): Deus criou tudo pela palavra, dizendo: Haja [Hayah: Existir, ser] (Gn 1:3; Hb 11:3). É interessante que há o mesmo comando, através da grande voz [Megas Foni] que saiu do templo para que os sete anjos derramassem as sete taças da ira de Deus sobre a terra. A destruição será para um novo começo (Is 66:22). (v2): Primeira taça derramou sobre a terra, trouxe chaga má e dolorosa sobre os que tinham a marca da besta e adoraram a imagem da besta. Podemos salientar que no Egito aconteceu uma praga igual (Ex 9:8-11). Há diferença entre os seguidores de Cristo que não serão atingidos (Ml 3:18).(v3): Segunda taça derramou no mar, que tornou em sangue, morreu toda alma vivente. Houve no Egito no rio Nilo as águas se tornaram sangue e houve morte (Ex 7:17-21). (vs4-7): Terceira taça derramou sobre rios e fontes de águas que se tornaram sangue, ou seja, morte. Comparamos a terceira trombeta, que caiu a estrela de absinto sobre os rios e fontes de água, trouxe morte à terceira parte (Ap 8:10-11). Havia um anjo nas águas que glorificou o Senhor por sua justiça e juízo. O sangue dos santos e dos profetas que foram mortos, assim, o sangue destes que são merecedores para que o Senhor seja o juízo com equidade sobre os que mataram. O testemunho de dois é verdadeiro, pois, outro anjo no altar testificando a afirmação do primeiro ( Jo 8:17). (vs8-9): Quarta taça derramada sobre o sol, para queimar os homens. Foram abrasados os homens, com efeito, houve blasfêmias contra o SENHOR (1Tm 1;20), não se arrependeram para lhe darem glória.  A falta de arrependimento para experimentar o perdão dos pecados (At 3:19). (vs10-11): Quinta taça derramada sobre o trono da besta (Ap 2:12-13), o seu reino se fez tenebroso, por motivo que antes era de paz agora se revela o que é realmente (1Ts 5:1-5).  Em consequência, mordiam línguas de dores e pelas chagas, logo, blasfemavam contra o SENHOR e não se arrependeram das suas obras. (vs12-16): Sexta taça derramada sobre grande rio Eufrates; e a sua água secou-se, para que se preparasse o caminho dos reis do oriente. O rio Eufrates é de 2.800 km, passa pelo Iraque, Turquia e Síria, até chegar golfo pérsico. E da boca do dragão, da boca da besta e da boca do falso profeta vir sair três espíritos imundos, como rãs. São demônios que fazem prodígios de mentira (Mt 24:24, 2Ts 2:9-10), vão ao encontro com os reis e do mundo para uma batalha, no dia do SENHOR no Armagedom (Jl 3:14-17). (v15): Advertência para vigiar até que o Senhor volte. (vs17-21): Sétima taça derramada no ar, uma grande voz disse: Está feito. A natureza se manifestou, um grande terremoto como nunca houve. A grande cidade se dividiu em três partes, as cidades das nações caíram; Babilônia lembrou-se de Deus e sua taça de ira que vai beber. As ilhas e montes não existem mais. Houve chuva de pedra de 30 a 45 kg caindo sobre os homens e blasfemavam contra Deus. 

Cap 17 – (v1): Um dos sete anjos que tinham das sete taças convidou a João para ver o julgamento da grande prostituta que está assentada sobre muitas águas. Deus é juiz que sentenciará a prostituta (sistema maligno do inimigo) que se encontra sobre o mundo. (v2): O motivo é porque as autoridades da terra e os habitantes se tornaram impuros e se contaminaram com essa prostituta. (v3): A visão no deserto é de uma mulher assentada sobre a besta de cor escarlata, nomes de blasfêmias e tinha sete cabeças e dez diademas. (v4): A mulher vestida de púrpura (realeza) e escarlata (vermelho) ostentava com ouro, pedras preciosas e perolas tendo um cálice de ouro com abominações e imundícias da sua prostituição. (v5): Na testa estava escrito o seu mistério: Grande babilônia, a mãe das prostituições e abominações. O serviço sacerdotal da tribo de Levi tinha uma lâmina escrita: Santidade ao SENHOR (Êx 28:26). Logo, o sistema maligno religioso, político, idolatra e com suas feitiçarias, ocultismo, engano e mentiras. (v6): A mulher estava embriagada com sangue dos santos e das testemunhas de Jesus. João ficou admirado com aquela visão. (v7): O anjo questionou a admiração de João, falou que explicaria o mistério da mulher, besta que tem sete cabeças e dez chifres. (v8): A besta que foi, que é e que irá subir do abismo [moradia de demônios](Lc 8:27-33, Ap 20:1). É interessante notar os períodos de domínio da besta, pois, vai restar um último para o fim (Dn 9:26-27). A perdição será para aqueles que não têm os nomes escritos desde fundação do mundo no livro da vida. (v9): O entendimento das sete cabeças são sete montes que a mulher está assentada. (v10): sete reis, cinco já não existem (Egito, Assíria, Babilônia, Persas, Grécia) e um existe que foi (Roma) e outro ainda não tinha vindo (Anticristo), durará pouco tempo. (v11): A besta que era e já não é, é o oitavo, nomeado pelos sete anteriores, que irá para a perdição. (v12): Dez chifres são dez reis que receberão autoridade e reinarão junto com a besta. Podemos lembrar a visão da estátua de Nabucodonosor com dois pés com dez dedos (Dn 2:41-43).  (v13): Os dez reis entregarão o poder para a besta, para reinar sozinha. (v14): Combaterão contra cordeiro (Jesus) e o cordeiro vencerá, porque é o Rei dos Reis, Senhor dos Senhores, e com Jesus os seus eleitos, chamados e fieis vencerão. (v15): A prostituta sobre as águas são os povos, multidões, nações e línguas. (v16): Dez chifres e a besta odiarão a prostituta, ficará desolada e nua, comerão a sua carne e queimarão. (v17): Deus colocou esse propósito no coração deles, para terem a mesma ideia e entregar a besta o poder absoluto, a fim de cumprir à palavra do Senhor. (v18): A mulher que é a grande cidade, que reina sobre os reinos da terra. 

Cap 18 – (v1): Outro anjo desceu do céu, com grande autoridade e iluminou a terra. (v2): Gritou com voz fortemente, dizendo: Caiu, caiu a grande Babilônia, e se tornou morada de demônios, prisão de todo espírito imundo, prisão de toda ave imunda e odiável. (v3): As nações beberam do vinho da sua ira de imoralidade, os reis se prostituíram com ela, e os mercadores se enriqueceram com suas luxúrias. (v4): Outra voz do céu, dizia: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados e receba as suas pragas. (v5): Chegou ao céu o acumulo de pecado e a iniquidade foi lembrada por Deus. (v6): Retribua-lhe todo mal que os fez, devolva lhe em dobro todas as suas obras, o cálice que vos embriagou, seja dobrada a sua porção (v7): A arrogância que viveu com glória e luxo devolva lhe com tormento e pranto. Porque no coração dizia: Eu sou a rainha, não sou viúva e verei jamais a tristeza. (v8): O julgamento do Senhor virá em um dia, com as pragas, a morte, e o pranto, a fome e será queimada. (v9): Os reis que se prostituíram com ela, participaram das suas luxúrias, viram a fumaça do seu incêndio, chorarão e prantearão. (v10): De longe por causa do tormento da cidade, gritarão: Ai, ai daquela grande cidade de Babilônia, cidade poderosa, pois em uma hora chegou sua condenação. (v11): Os negociantes chorarão e prantearão por causa dela, porque ninguém mais compra das suas mercadorias. (v12): utensílios valiosos de ouro, prata, bronze, de ferro, pedras preciosas, roupas finas, madeiras (v13): perfumes, alimentos, bebidas, animais, carros, corpos e almas de pessoas. (v14): Eles dirão o desejo dos frutos não terão mais, as riquezas e esplendor da cidade não existirá mais. (v15): Os negociantes destas coisas se enriqueceram por causa dela. De longe com medo chorarão e lamentarão. (v16): Falavam: Ai, ai daquela grande cidade, vestida de linho fino, escarlata, púrpura, adornada de ouro e pedras preciosas, numa hora foi arrasada todas suas riquezas. (vs17-19): O lamento dos negociantes, marinheiros e piloto das embarcações marítimas, por ver a grande cidade destruída e queimada pela fumaça do fogo. Com a mesma declaração de ai da grande cidade pelas os negociantes marítimos enriqueceram por ela, e foi assolado por uma hora. (v20): Alegra-te o céu, e também vós, santos apóstolos e profetas, pois Deus julgou em retribuição o que ela fez a vocês. (v21): Um anjo poderoso tomou uma pedra de tamanho de moinho, lançou no mar, para comparar como a grande Babilônia será atingida. (v22): Não haverá mais alegria nesta cidade com festas e músicos. (v23): A cidade não mais existirá em seu funcionamento, por causa, de todo o engano e feitiçaria que iludiram os mercadores e grandes do mundo e todas as nações. (v24): Achou sangue dos profetas, dos santos e de todos os moradores mortos da terra.             

Cap 19 – (v1):No céu uma voz de grande multidão, que dizia: Aleluia! (Sl 117). Salvação, e a glória, e a honra, e o poder pertencem ao Senhor nosso Deus. (v2): O Senhor julgou com verdade e justiça a prostituta que corrompeu a terra com sua fornicação, e cobrou dela o sangue dos seus servos (Sl 9:7-8). (v3):Outra vez disseram: Aleluia, a fumaça dela sobe para todo sempre. (v4): Os vinte e quatro anciões e quatro animais dobraram-se os joelhos e adoraram a Deus, que estava assentado no trono, dizendo: Aleluia (Sl 148:1-2). (v5): Saiu uma voz do trono, que dizia: Louvem nosso Deus, todo vocês, seus servos, vocês que temem, tanto pequenos e grandes. (v6): Ouvi algo semelhante à voz de multidão, como voz de muitas águas, e a voz de grandes trovões, que dizia: Aleluia! Pois o Senhor Deus Todo poderoso reina. (v7): Regozijemo-nos, demos-lhe glória, porque vindas às bodas do cordeiro e a sua noiva já se aprontou. (v8): A vestimenta de linho fino, puro, resplandecente, linho fino são os atos justos dos santos. (v9): O anjo me disse, escreve: Felizes os convidados para o banquete do cordeiro. E disse: Estas são as palavras verdadeiras de Deus. (Mt 25:1-13) (v10): Lancei aos pés do anjo para adorá-lo, disse-me: não faça isso, pois sou conservo de você e dos seus irmãos, que têm testemunho de Jesus. Adora a Deus, porque o testemunho de Jesus é o espírito da profecia. (vs11-16): Viu o céu aberto, eis o cavalo branco, o seu cavaleiro chama fiel e verdadeiro. Ele julga e peleja com justiça. Os olhos como chama de fogo, sobre a cabeça muitas coroas, tinha um nome escrito, ninguém sabia senão ele mesmo. Está vestido com um manto de sangue, e o seu nome Palavra de Deus (Is 63:1-6).  Os exércitos do céu o seguiam; vestidos de linho fino, branco e puro, e montados em cavalos brancos. Da sua boca saía uma espada afiada, para ferir as nações. Ele as governará com vara de ferro. Ele pisa o lagar do vinho do furor da ira do Deus Todo Poderoso. (Sl 2:1-10) Em seu manto e coxa tem escrito este nome: Rei dos Reis e Senhor dos Senhores. (vs17-18): O anjo que estava no sol, clamava que todas as aves viessem para o banquete de Deus. Para comerem carne de reis, generais e poderosos, carne de cavalos e seus cavaleiros, carne de todos: livres e escravos, pequenos e grandes. (vs 19-21): A besta e os reis da terra reunidos para guerrear contra o cavaleiro do cavalo branco e seus exércitos. A besta e o falso profeta foram presos. Os dois foram lançados vivos no lago de fogo que arde com enxofre (Mt 25:41)  Os demais foram mortos com a espada que saía da boca daquele que está montado no cavalo. E todas as aves se fartaram com a carne deles.

Cap 20 – (vs1-6): Um anjo acorrentará a antiga serpente (Satanás) no abismo, para não enganar o mundo durante o período de mil anos. A visão de tronos que pessoas assentarão para julgar. Pessoas que foram degoladas pelo fato do testemunho de Jesus e da palavra de Deus, outras que não adoraram a besta e nem sua imagem, não receberam na sua mão e testa; reinarão com Cristo durante mil anos e serão sacerdotes de Deus. Duas ressurreições: a primeira com Cristo para reinar durante mil anos e não sofreram a segunda morte. A segunda daqueles que não creram em Cristo para o julgamento e condenação. (vs7-10): Depois de mil anos é solto Satanás, para seduzir as nações, com Gog e Magog [(Rei de Magog, descendente de Jafé, Rei das nações pagãs) para combater os santos na cidade amada (Jerusalém); fogo desceu do céu para consumi-los]. O Diabo foi lançado no lago de fogo e de enxofre, onde estava a besta e o falso profeta. O tormento será de dia e noite, pelos séculos e séculos. (vs11-15): Jesus fará o julgamento sentado no trono branco. O céu e a terra fugirão diante dele. Várias pessoas de pé junto ao trono, os livros serão abertos e o livro da vida. Julgados serão pelas obras pecaminosas, o mar e o inferno entregarão os seus mortos. A morte, o inferno e os que não estão inscritos no livro da vida serão lançados no lago de fogo, que é a segunda morte. 

Cap 21 – (v 1): João viu uma nova criação, o primeiro céu e a primeira terra passarão (Is 65:17; 66:22) e o mar não existirá. O mar é o símbolo de caos na criação (Gn 1:1-2). Logo, será uma criação perfeita. (v 2): A Jerusalém (Veremos a paz) a cidade santa, que descerá do céu, presente de Deus (Jo 3:27), como noiva adornada para o marido, ou seja, preparada para a união (Ef 5:25-27). (v 3): Uma voz do céu, falará: O Tabernáculo de Deus habitará com os homens, Deus estará entre eles e serão o seu povo (Lv 26:11-12 cf. Mt 1:19-23). (vs 4-5): Não existirá lágrimas (Mt 5:4), nem morte(Is 25:8; 28:18), nem pranto (Is 61:3), nem lamento, nem dor (Is 53:4-5) por causa que passarão as primeiras coisas.  O Senhor que está no trono, afirmará: faço novas coisas (2Co 5:17) e escreve estas palavras são dignas e fieis. (vs 6-7): Jesus é alfa e Omega, princípio e fim (Cl 1:15-18). Jesus é a fonte de água viva, que dará de graça para aqueles que tiverem sede (Jo 4:10). O vencedor em Cristo herdará essas bênçãos, será filho de Deus (1 Co 15:57 cf. Jo 1:12-13, Is 8:18). (v 8): A segunda morte, o lago de fogo e enxofre será para os pecadores: tímidos, incrédulos, homicidas, imorais sexuais, feiticeiros, idolatras e mentirosos etc. (Gl 5:19-21 cf. 1Co 6:9-10, Ml 3:5). (vs 9-14): Um dos setes anjos que tinha uma das sete taças das sete últimas pragas, mostrou a João a noiva do cordeiro (Jo 1:36).  O anjo conduziu João em Espírito para alto de uma montanha (Is 2:2), mostrou à santa cidade, a Jerusalém que descerá do céu dado pelo SENHOR. A cidade tem a glória de Deus, brilha como pedra preciosa, como jaspe e clara como cristal (Sl 19:1, 27:1). A cidade tem muralha grande e alta, com doze portas, escrito os nomes dos doze filhos de Israel e tendo um anjo em cada uma. São três portas no oriente, no norte, no sul e no ocidente. Doze fundamentos na muralha que tem o nome dos doze apóstolos.  (vs 15-21): O anjo tinha um vara de ouro para medir a cidade e a muralha. A cidade era quadrada e as suas medidas 2200 quilômetros (doze mil estádios) e o seu comprimento, largura e altura eram iguais. O muro mediu 65 metros (44 côvados) de espessura, a medida de homem, que anjo usava. O muro era feito de jaspe, a cidade de ouro puro com vidro puro. Os fundamentos do muro eram enfeitados por doze pedras preciosas.  E as doze portas eram doze pérolas; cada uma das portas era uma pérola; e a praça da cidade de ouro puro, como vidro transparente. (vs 22-27): O templo é o próprio Deus e o cordeiro. A luz da cidade é Deus e o cordeiro sua lâmpada. As nações andarão na luz e trarão suas riquezas. Suas portas estarão abertas sempre. A glória e a honra serão para ela. A cidade é para os inscritos no livro da vida e nenhum pecador entrará. 

Cap 22 – (v1): Do trono do cordeiro e de Deus fluía um rio de água viva, claro como cristal (Sl 46:4, Zc 14:8 cf Jo 4:10). (v2): No centro da praça e de ambos os lados do rio estava à árvore da vida (Jo 15:1, Gn 2:9 cf. Pv 3:18), dando fruto todos os meses e  as  sua folhas servem para a cura das nações (Is 53:11 cf.  Pv 11:30, Jr 33:6-9). (v3): E nunca mais haverá maldição (Gl 3:13-14, Cl 2:13-14 cf. Rm 8:18-23, Gn 3:1-19), o trono do cordeiro e de Deus estará nela, e os servos servirão. (v4): E enxergarão o seu rosto, e o seu Nome estará sobre as suas testas (I Co 13:12 cf 1 Jo 3: 2 cf. Ez 9:3-4). (v5): Não terá mais noite, não precisará de lâmpada e nem sol, Senhor Deus vai iluminar (1 Jo 1:5 cf 1 Tm 6:14-16), e eles reinarão para sempre. (v6): O anjo disse: Estas palavras são fieis e verdadeiras. O Senhor Deus dos santos profetas enviou o seu anjo, para avisar os servos das últimas coisas (Am 3:7 cf. 2 Pe 1;10-11). (v7): Jesus virá em breve (At 1:9-11 cf. 1 Co 11:26, Jo 14:1-4). Feliz aquele que guardar a palavra desta profecia (Pv 24:18). (vs 8-9):  João é a testemunha dessa revelação (Lc 24:48). Prostrou-se para adorar o anjo que tinha revelado essas coisas. Porém, o anjo advertiu para não adorá-lo, pois era conservo dele, dos irmãos, dos profetas e dos que guardam as palavras deste livro (Hb 1:14 cf Sl 104:4) . Então, adore a Deus (Ex 20:1-6 cf  Cl 2:18). (v10): Não se pode ocultar as palavras da profecia deste livro (Mt 10:26-27 cf. Is 58:1), o tempo está próximo (1 Pe 4:7). (vs11-12): O injusto será mais injusto, sujo será mais sujo, o justo será mais justificado, santo será mais santificado. Em breve virá, o Senhor tem a recompensa para dar cada um segundo sua obra. (vs 13-14): Jesus é o primeiro e o último, o começo e o fim.  Felizes os que lavam as suas vestes no sangue do cordeiro (Jo 1:29 cf. Hb 9:22, 1 Pe 1:19-20), para que tenham direito à árvore da vida e possam entrar na cidade pelas portas. (v15): Ficarão de fora: os cães, os feiticeiros, imorais sexuais, os assassinos, idolatras, todos que amam e praticam mentiras (Gl 5:18-21 cf. 1Co 6:9-10). (v16): Eu, Jesus, enviei o meu anjo para vos entregar este testemunho em relação às igrejas. Eu Sou a Raiz e o prometido Descendente de Davi e a brilhante Estrela da Manhã (Mt 1:1 cf Is 11:1-2, Jr 30: 9, Ez 34:2-24, Nm 24:17 cf. Mt 2:1-2). (vs17-21): A igreja e a noiva clamam pela volta do Senhor Jesus. Oferecem de graça a água viva (Jesus) para aquele que tem sede. Não se pode acrescentar nada a essa profecia e nem tampouco retirar nada dela (Dt 4:2). Por motivo que receberá os acréscimos das pragas e se retirará dele a parte árvore da vida. O Senhor dá o testemunho, dizendo: Sim, venho em breve. Amém. Vem, Senhor Jesus. A graça do Senhor Jesus seja com todos.

Deixe seu comentário
Sem comentários cadastrados.