logomarca

Hebreus

imprimir tamanho da letra: A- normal A+

Cap 1 –Deus falou de muitas formas e vezes para Israel no passado. Nesta última hora fala pelo Filho Jesus, que é o herdeiro de tudo. O filho é imagem e glória de Deus, sustenta tudo pela palavra do seu poder, sentou a destra de Deus depois da purificação de pecados. Recebeu um nome mais excelente do que os anjos. Não é um anjo, mas Deus em carne na figura de seu filho. Os anjos não receberam a condição de assentar do lado de Deus e colocar os inimigos debaixo dos seus pés. Os anjos são servos de Deus para o serviço dos salvos.

Cap 2 –Advertência para que não haja desprezo na grande salvação que Deus ofereceu aos homens. As palavras dos anjos foram firmes e houve punição da parte do Senhor. Agora, os servos de Cristo anunciaram por meio de sinais, dons do Espírito e milagres. O mundo futuro é para os homens e não para os anjos. A figura de um homem como salvador dos pecadores, Jesus sofreu tudo a fim de que fosse fiel e misericordioso para ter filhos segundo a carne e ser sumo sacerdote para compadecer de cada um para se identificar com as fraquezas e depois de ser tentado poder ajudar a todos que são tentados da mesma forma.

Cap 3 –Somos participantes do chamado espiritual, fixando em Jesus que é apóstolo e sumo sacerdote da nossa confissão. Como Moisés foi fiel a Deus, sendo servo em sua Casa a edificou para coisas futuras. Alguém edifica para glória, porém, Deus que edifica tudo. Jesus é fiel, mais digno honra que Moisés, sendo filho, tem uma casa, que somos nós. Então, devemos ficar firmes e esperançosos para o fim. Pois, Israel quando caminhou para a terra prometida foi desobediente, rebelde e provocou a ira a Deus. Com efeito, não entraram no repouso do Senhor, durante quarenta anos no deserto pecando contra o Senhor por meio da incredulidade. Hoje é o período de caminhada e de ouvir a voz do Senhor.

Cap 4 –Existe a preocupação que muitos não entrem no repouso de Deus. A pregação do evangelho foi anunciada, porém, muitos não tiveram fé para acreditar. Os que já creram, entraram no descanso de Deus. As obras de Deus foram feitas desde início e estão prontas. Jurou o Senhor que não entrarão os que não creram. Foi afirmado que Hoje, é o dia de ouvir e não endurecer o coração. Existe ainda um repouso do dia sétimo, tempo do fim, o milênio de toda obra de Deus. Que é do povo de Deus. Devemos esforçar, e não cair do mesmo exemplo de desobediência. A palavra de Deus é espada da separação para entender todas as coisas. Todas as coisas estão descobertas diante de Deus para o seu julgamento. Jesus é o nosso sumo sacerdote que estás nos céus. Que compadece de cada de nós em nossas fraquezas. Podemos comparecer diante do trono de graça e ser ajudado em todas as coisas que necessitamos.  

Cap 5 –A função do sumo sacerdote é servir as pessoas em relação às coisas de Deus. Vai oferecer dons e sacrifícios para as pessoas e para si mesmos. Por motivo das fraquezas, falhas e pecados. O chamado é feito por Deus como foi com Arão. Assim Jesus como filho foi chamado para ser sacerdote segundo a ordem Melquisedeque. Com lágrimas, súplicas, clamor ofereceu para livrar pessoas da morte. Sendo filho aprendeu em obediência e padeceu. Tornou-se aperfeiçoado (teleioõ: trazer o fim, para completar e perfeito) o autor da salvação eterna para aqueles que obedecem. Existem coisas difíceis de interpretação, mas, muitos estão lentos para aprender. Logo, deveriam ser mestres, porém, existe a necessidade de dar leite e não alimento sólido, que é discernir o bem e o mal, porém, precisam ensinar rudimentos (princípios elementares da fé cristã). 

Cap 6 –O objetivo é deixar os rudimentos da doutrina de Cristo é prosseguir para o perfeito. Não retornar a base anterior de obras mortas e de fé em Deus, doutrina de batismos (Purificações), imposição das mãos, ressurreição dos mortos e juízo eterno, se fosse permitido falaria. A questão é que ninguém ao experimentar obra salvadora de Cristo, pode retornar para o seu passado pecaminoso. No caso humilharemos novamente a Jesus. Como a terra que recebeu chuva para produzir o que é bom. Ao contrário, da terra amaldiçoada que produz abrolhos e espinhos. A salvação tem coisas mais excelentes, é importante saber que Deus não se esquece do trabalho feito a ele e aos santos. Então, não se pode relaxar e continuar na certeza da esperança, para serem imitadores daqueles que tem fé e paciência para herdar as promessas. Deus jurou por si mesmo para que Abraão herdasse a promessa. Não havia alguém superior. Por isso, Deus não mentiu e é firme, como uma âncora da alma e segura, transpassou o que nos era desconhecido, por meio de Jesus o precursor como sacerdote eterno em Melquisedeque.

Cap 7 –Melquisedeque rei de Salém foi sumo sacerdote de Deus. A sua origem é desconhecida. Abraão pagou o dizimo para ele. O significado de Melquisedeque é Rei de Justiça, Rei da paz. Logo, a figura de Melquisedeque aponta para Cristo. O sacerdócio de Israel é feito pela tribo de Levi, receberam a responsabilidade de recolher o dizimo. Melquisedeque foi maior abençoou o menor (Abraão), que foi maior que os levitas. O sacerdócio levítico é imperfeito. A mudança de sacerdócio há também mudança de lei. No entanto, Jesus não é da tribo de Levi e sim de Judá. Mas é a semelhança de Melquisedeque que Jesus é levantado, como: sacerdote para sempre. Numa esperança superior e perfeita para chegar a Deus. Sacerdotes morrem e não podem interceder. Jesus é o fiador da superior aliança. O sacerdócio de Cristo é eterno, imutável, inculpável e imaculado. O sacerdócio dos homens é constante seus sacrifícios por causa da fraqueza. Cristo ofereceu uma vez só o sacrifício, se tornou perfeito para sempre.  

Cap 8 –Jesus é o sumo sacerdote assentado a destra de Deus. Serve o povo no santuário feito por Deus e não pelos homens. Como sacerdote deveria ter algo para oferecer. Na terra não seria sacerdote, pois existia o que ministravam conforme a lei. Moisés recebeu o modelo que Deus o mostrou no monte, a fim de que fosse igual o que está nos céus para ser sombra. Porém, o serviço de Jesus é superior ao deles. Também é mediador de uma aliança superior com promessas excelentes. Por motivo, se a primeira fosse perfeita, não seria necessário outra aliança. Esta é a nova aliança, que é feita com a Casa de Israel e de Judá. Não como foi no passado, quando os tirou do Egito, mas foram infiéis. Agora, a lei será na mente e escrita no coração, antes foi em tábuas de pedra. A relação de Deus será pessoal com seu povo e todos os conhecerão e serão ensinados. E, além disso, serão perdoados os pecados e não lembrados. A antiga aliança vai se envelhecendo para estabelecer à nova.

Cap 9 –O tabernáculo terrestre tinha ordenanças de culto a Deus. Eram três divisões: Pátio: altar e bacia de cobre, Santo Lugar: candeeiro de ouro, altar de incenso e mesa dos pães e Santos dos Santos: arca de Deus com tábuas, maná e vara de Arão. Sacerdote ministravam todos os dias no pátio e no santo lugar. O sumo sacerdote uma vez por ano entrava com o sangue de sacrifício no Santo dos Santos por causa dos seus pecados e do povo. Todas essas coisas foram sombras para oferecimento de Cristo pelo Espírito eterno para entrar no santuário nos céus uma vez para remissão dos pecados para sempre. Quase tudo na lei era feita pelo derramamento de sangue, as coisas eram purificadas externamente e não na consciência. O testamento para ter validade é necessário à morte, então, Cristo morreu uma vez somente, para ser o mediador desse novo testamento sem imperfeições. O homem é dado para morrer uma vez, depois o juízo. Quando Jesus aparecer novamente não é para retirar pecado, virá para salvar aqueles que o aguardam.  

Cap 10 –A lei aponta para o que é melhor: Cristo. A lei não purificou e nem aperfeiçoou a consciência de pecados. Tornou-se uma recordação anual de pecados, todas as vezes que ministravam os sacrifícios. Foi impossível que sangue de animais tire pecados. Jesus foi introduzido no mundo como filho, num corpo, para fazer a vontade de Deus para um sacrifício perfeito, que foi uma única vez. Assentou a destra de Deus e esperando os inimigos debaixo dos pés, a fim de que a nova aliança que foi restabelecida para que os pecados fossem aniquilados e não lembrados. O sangue de Cristo nos faz entrar no santuário de Deus, pela obra da sua carne e sendo nosso grande sacerdote. A consciência de coração limpo e puro diante de Deus para retermos a confiança. Estimularmos uns aos outros e não deixando a congregação, porquanto o dia de Cristo está próximo. Conhecemos a verdade, não podemos rejeita-la, por causa, do julgamento para aqueles que vão ignorar a graça de Deus, que é Cristo. Por motivo das tribulações e humilhações que presenciaram e perderam bens por causa da era futura. O fim está próximo e voltará o Senhor. Deus não agrada da falta de fé e nós somos os que não voltam para trás. 

Cap 11 –(vs.1-3): A fé é a certeza das coisas que espera e prova das que não se vê. Pela fé alcança testemunho. Pela fé Deus criou o universo por sua palavra, veio a existir do que era nada. (vs.4-7): Abel, Enoque tiveram fé. (v.6): Sem fé não podemos agradar Deus, pois é Deus que nos recompensa. Noé recebeu a justiça pela fé. (vs 8-22): Pela fé Abraão obedeceu, foi peregrino e buscou uma pátria. Pela fé Sara teve um filho. Pela fé Abraão ofereceu Isaque para ressurreição como Cristo. Isaque abençoou Jacó e Esaú para o futuro. Jacó pela fé abençoou Efraim e Manassés. José pela fé anunciou a saída do povo do Egito e levar os seus ossos. (vs. 23-29): Pela fé Moisés foi escondido para não morrer. Pela fé Moisés renunciou sua realeza de adoção egípcia. Mas, escolheu a esperança do vitupério de Cristo para ser recompensado. Saiu pela fé do Egito sem ter medo da ira do faraó e celebraram páscoa. Passaram no mar vermelho e o exército de faraó foi afogado. (vs 30-40): Jericó caiu os muros, a Raabe pela fé foi salvo. Outros juízes como Gideão, Sansão, Jefté, Davi, Samuel e outros profetas. Pela fé fizeram coisas inacreditáveis. Mulheres receberam os seus mortos. Sofreram açoites, prisões, covas, serrados, maltratadas, morreram a espada, mas, alcançaram o bom testemunho pela fé.

Cap 12 –Não podemos envolver com pecado, observamos as testemunhas. E, sobretudo, Jesus o autor e consumador da fé, que suportou todas as coisas em nosso favor. A nossa luta é até a morte para não pecar. Deus corrige porque nos ama, a correção não é boa aos olhos de que recebe. Mas, resulta em benefício, como fomos corrigidos pelos pais da carne, mas Deus que é o pai celestial. Por isso, não desanimamos, fortalecemos e não nos tornemos tropeço para ninguém. Tenha paz com todos; sem a santidade não verá Deus, não deixa que amargura entre no coração e contaminem pessoas. Esaú que foi profano e vendeu o que é precioso, chorou e não adiantou para adquirir o seu direito de herdar a promessa. A diferença entre os montes Sinai e Sião. O Sinai foi um espetáculo assustador e o povo ficou com medo, pediu a Moisés que mediasse. Porém, Sião é a Jerusalém espiritual, com milhares de anjos, como universal reunião dos primogênitos justos e aperfeiçoados escritos no livro no céu. Sendo Jesus o mediador da nova aliança, do sangue que fala melhor do que o de Abel. Fala de mudanças de coisas que vão passar para coisas melhores que não serão movidas. Servir com temor e piedade porquanto Deus é fogo consumidor.

Cap 13 –O amor, a hospitalidade, o compadecimento são virtudes a serem feitos com o próximo. O casamento conservado puro e sem adultério. Não sermos avarentos, confiantes dos cuidados de Deus, que não desampara e ajuda. Lembrai-vos dos pastores que ensinaram a palavra. Jesus não mudará em nenhum tempo. Não seguir doutrinas estranhas, mas fortalecer na graça de Cristo. Como o sumo sacerdote levava os corpos dos animais para queimar fora do arraial, Cristo em sua humilhação morreu fora para levar os nossos pecados. Assim, devemos confessar o nome do Senhor que é sacrifício de louvor, com beneficência e pregação que agrada a Deus. Os pastores são o que vão dá conta das almas, obedecem para fazer com alegria e não com tristeza. O autor pede que estejam orando para livra-lo da prisão, por seu procedimento honesto. Que Deus pode aperfeiçoa-lo para toda boa obra para glorifica em Cristo Jesus. A carta é uma exortação breve. Timóteo está solto e com ele os veremos. Saúdem a todos e os da Itália os saúdam. Graça a todos. 

 

Deixe seu comentário
Sem comentários cadastrados.